segunda-feira, 21 de junho de 2010

Choro por tudo e por nada...



Choro por tudo e por nada!
Por Saramago, sem ter lido o seu espólio!
Num filme infantil, quando o robot reanima...
Na calada da noite, em sonhos escuros de linóleo,
Ao volante para o trabalho, que tanto desanima...
Choro só, em cada jornada!
Em cada pôr do Sol, sem ti!
Choro por tudo e por nada,
Sem nunca te ter, como te perdi?

José Monge, 20-06-2010

8 comentários:

NZ Corporation disse...

Nice your blog.
visit NZ Wedding Dresses
http://nzweddingdresses.blogspot.com/

Talles Azigon disse...

gostei muito meu caro, o choro nos lava a alma, e saramago será eterno, nos não.

Maria, Simplesmente disse...

Chorar por aquilo que merece a pena... eu entendo...
Chorar pelo que passou e não quer regressar... não meu amigo... não vale a pena.
Boa semana.

Sheilla Miami disse...

Gostei mesmo, parabens

Soraia Yumi disse...

Choro por tudo e por nada...

Anónimo disse...

Parebêns, é notável que é o coração que fala...

Rita

afetocolorido.blogspot.com.br disse...

Ah! Coração pq choras? Não chore poeta, existe o riso para espantar a melancolia.
Aplausos de novo!
Abçs aqui de Brasil.

Diná

José Egnom disse...

Obrigado Diná.
Até a poesia se foi..
Beijos